domingo, agosto 08, 2010

Mãe-pai.


Como filha nunca levei muito em consideração a existência dessa data comemorativa, como mãe me sinto dignamente honrada em ter a coragem de seguir firme e forte pensando e lutando pela felicidade da pessoa mais linda do mundo, Lara. Mas o dia não deixa de ser difícil por conta disso.

De qualquer forma hoje não é dia de falar em tristeza. Parabéns para as mães que assim como eu, como a minha mãe, sabem educar, cuidar, amar os seus filhos de uma forma renovada e com muita força e determinação se transformam em várias para dar conta do recado. Porque não há na terra, no céu, no mar, em nenhum lugar do universo amor maior do que o amor que só as mães sentem pelos seus filhos.

Para muitos a minha família está incompleta, mas não para mim. Somos uma dupla perfeita e ninguém ama essa pequena como eu. E eu não sou uma super-heroína, eu sou mãe, transformada e motivada pelo amor de uma criaturinha única, espetacular e só minha. :)

3 comentários:

Natália disse...

Como não fui criada pelo meu pai, costumo chamar minha mãe de Pãe nessas datas, meu pai e minha mãe. Bj

Hítalla Fernandes disse...

Adorei o q vc escreveu!!
Também me sinto honrada por desempenhar esta dupla jornada, e tenho feio o melhor, pois minha filha merece apenas o melhor.

Parabéns pra nós que somos Pãe.

P.S. linda sua filhota.

Simone Collet disse...

q "pãe" mais linda..
orgulho d ser mãe pai tb!!!!
adorei seu recadinho no blog..
to meio sem tempo tb..
vou ver se separo uma horinha pra colocar as novidades em dia!