quarta-feira, dezembro 26, 2012

Em vocês eu tenho o que falta em mim...


Eu me conheço mais
Olhando pra VOCÊ eu vou
Descobrindo quem eu sou
E penso agora no que você vê

O que me diz de mim?
O que eu não reconheço sem você?
Eu não me enxergo bem
Se vivo a vida sem querer saber de mais ninguém

Pois não há bom proveito nos dias aqui
Quando o coração anda distante, triste, frio e sem amar
Em você eu tenho o que falta em mim
E descubro o que tenho de melhor pra lhe oferecer

quinta-feira, novembro 15, 2012

Ela tem medo do escuro.

A filha tem medo de escuro, fato. Mas hoje eu decidi desligar todas as luzes para forçar a pequena a dormir. Entre pedidos desesperados de "acende a luz, por favooooooor", a minha mãe vem com aquele papo de auto ajuda moderno e tenta convencer que o escuro não faz mal: "Lara, não precisa ter medo, eu tô aqui, sua mãe tá aqui e papai do céu também tá aqui..."
Oxe, vovó, papai do céu num mora no céu? O que ele tá fazendo aqui? 

Ah, as crianças. :P

sábado, agosto 18, 2012

Agora com 24 anos, quase 25, o que é ser mãe?

Ser mãe aos 21 anos não é o tipo de decisão simples, daquelas que a gente pode mudar de ideia no meio do caminho ou encontrar a rota de fuga. Ser mãe - seja lá na idade que for, é caminho sem volta, é ter todas as portas de emergências trancas pelo lado de fora, mas também é conhecer o pedaço do paraíso jamais descoberto. 
Hoje me peguei chorando ao ver as fotos do nascimento da pequena, já não mais tão pequena assim. Não é apenas uma questão de sensibilidade - me fazendo de forte - é perceber que os seus exatos 3 anos e 4 meses me fizeram crescer, amadurecer, ser feliz e sofrer também, porque não? Nunca me disseram que ser mãe era uma missão fácil, mas ela perpetua a minha existência, as minhas batalhas, a minha força e principalmente, a minha fé em Deus.
Pelas minhas forças tinha parado ali mesmo, no dia que descobri a tremenda novidade: Daqui há 9 meses eu ia ver o resultado. E eu paguei pra ver. Paguei, literalmente. Enfrentei os outros, mas principalmente a mim. Valeu a pena, vale todo dia, todo sorriso é uma descoberta nova, todo abraço, carinho, grito, desobediência e trela também. Nem só de dias bons é feito a maternidade, mas de dias necessários.

Por você faria tudo de novo. 
Por você eu conquistaria o mundo, mas prefiro conquistar o seu sorriso, enxugar as suas lágrimas, pentear os seus cabelos, fazer carinho, colocar de castigo.. te amar. 
Por você eu aprendi que para ver o céu, muitas vezes temos que ver a dor, conhecer o pior de nós, para encontrar a graça divina nos pequenos atos de vida.

No dia 17 de Abril de 2009, Lara trouxe para Ananda o verdadeiro sopro de vida. 
Não sei explicar a força desse amor, mas as lágrimas que agora correm em meus olhos traduzem a felicidade que eu sinto em te ter. Agora sim, meu amorzinho, você pode dizer: "Mamãe, chora de felicidade pra eu ver...", pois a minha felicidade é ter você. 

sexta-feira, agosto 10, 2012

Mãe também escuta música, ué.


quarta-feira, maio 09, 2012

Contando caso.

Lara já tem três anos e com a idade também chegaram as sacadas espertas que só uma criança tem.

A avó com tinta escura cobrindo toda a sobrancelha e dando banho nela em plena hora do almoço.
Lara espantada pergunta: vovó, que é isso na sua sobrancelha? 
- Lara, é que vovó tá com alguns cabelos brancos e precisou pintar. 
- Tira isso, vovó, assim eu não gostei da sua sobrancelha não. 

Minha mãe riu, eu ri, até você riu, mas uma coisa é fato, eles crescem rápido demais.

Sinceridade infantil, a gente vê por aqui.

sábado, janeiro 21, 2012

Um banho de chuva, por favor.


Mudou. 
Entre tantas escolhas, escolhi.  
Tempo para os sonhos. 
A vida passa muito rápido. 
Passou. 
Hoje, eu quero um banho para lavar a alma.
Chuva caída do céu.
Molhando os pensamentos, renovando os sonhos. 
"Não deixe de fortalecer os desejos", alguém suspira em meu ouvido. 
Agora ouço as minhas vontades.  

LIBERDADE DE SER. 
Você só pode ser, sendo

Coincidência ou não, hoje chove aqui em Recife. 





quinta-feira, janeiro 05, 2012

2011 que passou.

E de uma vez, 2011 se foi e chegou o ano novo. Não consigo mais expressar sentimentos que não sejam de amor por aqui, falar sobre a minha vida se tornou algo extremamente valioso e não tenho feito isso com freqüência; não sei se é falta de tempo, se é espaço, maturidade batendo a porta ou apenas privacidade, mas desde o dia que eu descobri que a exposição estava indo parar nas vistas erradas eu simplesmente não quero mais tratar de assuntos sérios por aqui. Vamos falar de amenidades!

Desejo um ano cheio de sorrisos para todos, e que no meu ano não falta este sorriso (o de Lara, claro)! Quem me faz feliz, quem eu tanto amo e quem por hipótese nenhuma eu deixo magoarem e usarem quando apenas estão afim (#prontofalei).

Em 2009, há quase 3 anos, recebi o maior presente da minha vida e este se chamava (chama) Lara!

Nesse tempo eu ainda me iludia pensando que ia ensinar, apesar de ter meus medos...afinal, o que uma mãe de 21 anos pode efetivamente ensinar para uma criança?! Tudo e nada ao mesmo tempo. Tenho a certeza que com ela aprendi e aprendo muito mais do que ensinei! Aprendi a dar valor a vida, ao amor, a verdade, aprendi que o amor verdadeiro te transforma e te faz ser e querer ser cada dia melhor, aprendi que não preciso de mentiras para ser uma mulher de verdade. Ensinei? Ensino Lara a amar, e outras muitas cositas.. Mas sempre com a certeza que recebi muito mais do que dei.

Um ano maravilhoso para todas e todos. Deus esteja na frente deste ano que será abençoado.

:)

Beijos,

Ananda.

quarta-feira, dezembro 14, 2011

Eu prefiro ser feliz.

Passando rápido, pois no diário da mãe aqui esse vídeo não pode faltar.
Faço de tudo para ser a melhor mãe que posso, e nem precisei ver a morte cara a cara.
De qualquer forma, ainda falta muita coisa para conseguir a felicidade singela de um dia de verão.

Quero lembrar sempre desse vídeo e compreender que cada dia é uma chance nova que Deus nos dá para renascer e mudar.

sexta-feira, outubro 28, 2011

2 anos e muitos meses.



Ter uma filha que diz a celebre frase: "Lara é uma criança muitoooo feliz" é ou não é motivo para sorrir todos os dias? Figurinha! 

Apaixonante...


quinta-feira, setembro 22, 2011

Esse amor..

Anos luzes que não escrevo por aqui. Desde já, peço perdão a todas! A desculpa é a mesma de sempre: a vida esta corrida. No mais, os dias passam que eu nem sinto... Lara está com 2 anos e 5 meses. Parece que foi ontem...

Sou grata a Deus até pelas experiências ruins, caminhando com os olhos voltados para o alvo!

Posted from Blogium for iPhone