quarta-feira, agosto 18, 2010

1 ano e 4 meses

A vida anda tão corrida que eu imaginei por A mais B que dia 17 era hoje. Traduzindo: dei parabéns atrasado para Laroca, mas o que vale é o amor, né? O tipo de amor que me arrebatou desde o dia eu olhei para essa menina desde o seu primeiro diazinho de vida. Lembro que quando chegamos em casa eu me peguei chorando enquanto velava o seu sono. Não foi tristeza, muito menos depressão pós parto, foi felicidade.. uma felicidade única e diferente de todas que já havia sentido, pela primeira vez me sentia cheia de um sentimento lindo, um amor incondicional tremendo.

Te amo, minha filha.
Me perdoe sempre pelos meus erros, não sou a mãe perfeita, mas me esforço diariamente para ser a melhor por você.

Ananda, eterna mãe apaixonada por Lara.

3 comentários:

Mais um imundo no mundo impuro. disse...

Você já me ajuda, sua vida me traz alegria!

Simone Collet disse...

amigaaa mesmo vc estando d perfil dá pra sentir sua emoção.. muito provavelmente eu senti exatamente o q você sentiu..

Áries disse...

Ai amiga que foto mais linda! Que amor é esse né? Esse amor de mãe que sentimos, amor maior que tudo, amor eterno, incondicional, Deus foi e é maravilhoso por nos ter dado o dom de ser mãe, de carregar no nosso ventre o serzinho mais importante da nossa vida, que ao nascer muda por completo nossos sentimentos.
Amor de mãe, não existe nada igual, estar sempre assim agarrada com nossa princesinha NÃO TEM PREÇO.
Bjos e bom dia amiga!!!!!